Para que serve o Jejum Intermitente?

Para que serve o Jejum Intermitente?

A nutricionista Débora Sena tira as dúvidas sobre o Jejum Intermitente. Afinal, o que é e para que serve?

O Jejum Intermitente é um protocolo de tratamento que existe a muitos anos e de total evidência cientifica. Existem vários protocolos de horas e períodos para se aplicar o jejum desde 6 até 48 horas. No entanto por ter sido viralizado de forma errada na mídia, muitas pessoas vem associando jejum como uma ferramenta de emagrecimento, mas essa não é a função e nem objetivo da dieta.

O que é Jejum Intermitente?

Jejum Intermitente é um termo abrangente para vários planos de dieta alimentar que alternam entre um período de jejum (não se alimentando) e não-jejum (se alimentando) durante um período definido.

Para que serve o Jejum Intermitente?

O Jejum Intermitente tem a função de regular o metabolismo da insulina junto a sua produção e liberação pancreática. Uma vez que, ao melhorar a ação da insulina você melhora sua relação com a glicose. Isso quer dizer, uma maior atuação da insulina, utilização e captação celular de glicose. Melhorando assim toda ação endócrina a partir desses dois sujeitos.

Em casos de pacientes que tenham resistência ou sensibilidade a insulina e diabetes, o jejum terá efeito muito positivo como tratamento. E com isso, levará esse individuo a um processo mais fácil de emagrecimento. Em suma, regulando o sistema endócrino, essa pessoa não só emagrecerá mais rápido, mas também terá o melhor efeito de todo seu sistema. Melhorando assim a energia, fadiga, disposição, vitalidade, recuperação, força e etc.

Exatamente por isso que Jejum Intermitente não é para todos, na verdade só é indicado para essa classe de paciente. E isso é diagnosticado com exames ou com avaliação clínica feita por uma nutricionista ou médico especializado.

O protocolo de dieta com inclusão de jejum é todo montado em cima de uma composição alimentar que otimize e favoreça essa regulação da insulina. Então não é simplesmente ficar de jejum!

A dieta que antecede o jejum e a dieta que você inicia ao sair do jejum tem que ser totalmente elaborada para que faça valer o esforço do período sem se alimentar.

Quando a alimentação não tem relação nenhuma com o processo do jejum, ao invés de você regular acaba desregulando e até piorando o quadro metabólico desse paciente.

Leia Também – Dieta anti-inflamatória para secar em uma semana

Conclusão

Então que fique bem claro, o Jejum Intermitente não é para todo mundo e sua função principal não é o emagrecimento! O ideal é fazê-lo com a indicação e o acompanhamento de um profissional capacitado.

Você tem mais algumas dúvidas? Quer saber qual é a dieta ideal para você? Chame a nutricionista Débora Sena no WhatsApp, clicando aqui!

Comentários

Leia também